0

Intercâmbio na Rússia Kalebe Hávila

13626499_10209971739789527_6186478258054181805_n
     Olá galera, sejam bem vindos ao blog. Para quem ainda não conhece meu trabalho eu me chamo Caique e amo compartilhar sobre culturas e idiomas e em especial gosto de falar sobre a Rússia. Ha na internet muito conteúdo sobre este belo país, porém, maior parte deste conhecimento está em inglês ou na língua oficial russa que é o cirílico russo. Aqui vocês poderão ver em português tudo referente a este fantástico mundo que é a Rússia. Para começar quero compartilhar com vocês uma entrevista com meu querido brother Kalebe Ávila, brasileiro que estuda na cidade de Belgorod. Espero que vocês curtam)))

1. Como surgiu o gosto pelo idioma russo, o que te encantou a primeira vista, foi o país ou o idioma?

Quando era criança sempre lia livros de história, me lembro bem de quando li sobre a revolução russa, neste capítulo do livro havia fotos, nelas as pessoas seguravam faixas com várias palavras expressando a revolta do povo contra o regime político, achava tão fascinante aquele idioma com um alfabeto completamente diferente do nosso, alfabeto cirílico, que para mim, parecia mais com um alfabeto misturado com números. Anos depois, vi uma reportagem da Glória Maria pelo programa fantástico na Rússia, ai que minha curiosidade pelo idioma e país crescia, logo decidi em pesquisar sobre o idioma, da pesquisa gerou longos anos de estudo e dedicação ao russo.
2. Quais as diferenças entre o alfabeto russo e o alfabeto brasileiro?
Posso dizer que as diferenças não são tantas à primeira vista, logo por que há várias letras no alfabeto português que há no russo, como por exemplo as letras A, C, M, H, O, P, K, B… mas algumas delas possuem uma pronúncia diferente, como a letra C que para eles se pronuncia como S.
3. Em sua opinião qual o maior obstáculo para quem esta começando a aprender russo? Conte-nos um pouco dos seus primeiros dias aí?
Bem, para quem está começando a aprender russo o maior obstáculo é a gramática, ela é muito complexa, eu não diria que a pronúncia seja um problema, todos os brasileiros que chegam na Rússia e começam a estudar russo não levam muito impacto com a pronúncia e sim com a gramática. Muitos professores de português tentam muito convencer de que nossa língua é uma das mais difíceis do mundo, tudo bobeira, isso é por que eles não conhecem o russo, a morfologia é bem diferente, no russo há os tais chamados casos declinativos, todos os pronomes, substantivos, adjetivos e até numerais mudam de acordo com o gênero e caso, se é singular ou plural também diferem. Por ex: Escola – Школа (shkola), mas se disser, eu estou na escola – Я в школе (yá f shkolie), pode-se perceber que o final da palavra escola (substantivo feminino) mudou de A para E, isso por que quando quer dizer onde você está, é necessário usar o caso preposicional que responde às preposições na, no, em… enfim, foi só um exemplo, é tudo bem mais extenso (=]). Eu não levei um choque quando cheguei na Rússia, talvez o que ajudou foi pelo fato de eu ter estudado o idioma durante 4 anos no Brasil antes de vir. Fiquei encantado com o país, mas tive que colocar minha cabeça nos estudos e deixar o turismo meio de lado.




4. Uma curiosidade de muitas pessoas que curtem a língua russa. É difícil estudar em uma faculdade neste país. Quais os passos para estudar aí e qual o custo?
No começo os brasileiros que chegam para estudar ingressam na chamada fase preparatória, que pode ser feita em 9 ou 15 meses para estudar o idioma, no final eles fazem uma prova para saber se são aptos para entrarem na universidade com o russo que tem. São muito poucos os que não passam, pois o ensino da língua russa aqui é bem puxado e muito bom, em alguns meses você já consegue entender muita coisa e se comunicar um pouco. O custo depende do curso, mas a universidade é paga anualmente, enfim, não é cara em comparação com as universidades do Brasil. Existe a … , empresa que envia estudantes para cá.
5. Há quanto tempo você está aí, qual cidade você mora e como é viver neste país tão diferente do nosso?
Estou na Rússia há um ano e alguns meses, moro em Belgorod. O povo russo se difere muito do nosso, é um povo mais fechado, frio, mas se você o conquista se torna amigo de verdade. A comida não me agrada, e a poucos agrada na verdade. Aqui é incrível, o que tem de frio tem de quente, no verão pode chegar a 40 graus e no inverno-40, inverno muito rigoroso.
6. Você era de que estado quando morava aqui no Brasil. E como um brasileiro é visto na Rússia? Conte-nos um pouco de sua chegada e como foi o período de adaptação.
Eu nasci em Belém-Pa, mas residia em Fortaleza-Ce. Posso dizer que um brasileiro é bem visto na Rússia, mas já aconteceu de me perguntarem se macacos andam nas ruas juntos com os pedestres e carros, apesar de perguntas raras e ignorantes como estas, sempre me alegro quando se impressionam de eu ser brasileiro.
7. Kalebe, qual diferença entre o ensino na Rússia com relação ao ensino no nosso país. E você já sabia russo quando chegou aí, como aprendeu a falar este idioma?
A Rússia é um dos países mais corruptos do mundo e chega sim a ser mais corrupto que o Brasil, saiu há pouco tempo uma pesquisa que consta isso. Digo isso por que muitos brasileiros chegam aqui e se decepcionam por verem a corrupção dentro de instituições, aqui é Europa, mas é uma Europa diferente da que estamos acostumados de ver, muitos brasileiros vem pra cá pensando que encontrarão um país europeu super desenvolvido, não é assim, Rússia é um país emergente assim como o Brasil. O ensino aqui é bem puxado, rígido, mas também é ultrapassado, em muitas áreas o Brasil é bem melhor.
8. Quais os pontos positivos e negativos que devem ser bem observado por alguém que vai morar aí, o clima pode ser citado como um fator negativo?
Eu não consideraria o clima como um fator negativo, apesar de ser um clima muito diferente do nosso, com as 4 estações exatas, todo estrangeiro que vem a Rússia para estudar, acaba se acostumando. O interessado em vir para cá precisa pesquisar muito se seu curso aqui é bom de fato, por que talvez no Brasil seu curso acaba sendo melhor, mais desenvolvido, como no caso de relações internacionais. É necessário também escolher a cidade para viver, há Moscou, São Petersburgo, Belgorod ou Kursk, Belgorod é considerada a melhor cidade para se fazer a fase preparatória em russo, até mesmo melhor que a capital, Moscou. Já para ingressar na faculdade considero que Moscou ou São Petersburgo sejam as melhores opções sem dúvidas. O custo de vida em Moscou é um pouco mais caro do que em São Petersburgo, dependendo também de qual curso que você quer fazer, São Petersburgo pode se sair mais caro que Moscou.
9. Para finalizar, o que você mais sente saudade do Brasil o que faz falta aí na Rússia que talvez só haja aqui em nossa terrinha.
É difícil falar do que eu mais sinto saudade do Brasil, mas com certeza o calor brasileiro, me refiro tanto ao clima quanto ao temperamento das pessoas, me fazem muita falta. Digamos que aqui seja tudo muito cinza…tenho alguns amigos no Brasil que acham que os russos não sorriem, é realmente por aí. A comida, nossa como me faz falta, coxinha, pão francês, pastel, vatapá, açaí, praia…
10. Deixe um recado/conselho para aquelas pessoas que estão lendo esta entrevista e desejam estudar aí.
Certifique-se bem de que é isso mesmo que você quer, por que muitos brasileiros chegam aqui e desistem, não é nem pelo idioma ou clima e sim por achar uma coisa e ao chegarem se deparam com outra coisa. Colha muitas informações sobre o país e se puder antes de vir tente ir já dando uma estudada no idioma russo, se você souber frases do tipo, oi tudo bem, quanto custa isso…será muito útil. Não se preocupe se você não souber falar russo, aqui você aprenderá muito rápido, como todos que chegaram sem falar e hoje falam muito bem. Boa sorte!
Por: Caique Jr
Estude na Rússia: fui@partiurussia.com
Youtube: Caique Jr
Page: facebook.com/iamcaiquejr
Instagram: @iamcaiquejr
Twitter: @iamcaiquejr

Comente

comments

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *